ARTE EM AÇÃO PARA QUEM PRECISA

Um grupo de artistas mulheres juntou-se numa ação solidária e coletiva com a intenção de arrecadar fundos e direcioná-los para entidades de combate à Covid-19 focadas na proteção de idosos e demais pessoas pertencentes ao grupo de risco.

A partir dessa iniciativa, as artistas estão personalizando máscaras que estão a venda aqui no site do projeto Arte na Cara. Toda a renda deste projeto será destinada a aquisição de materiais e manutenção do novo CENTRO DE CONVIVENCIA DOS IDOSOS DONA JURA, em Heliopolis, para contribuir com o bem estar dos idosos (e outras pessoas em situação de risco), cuidando de suas alegrias e angustias durante e depois da Pandemia. Periodicamente, publicaremos os balancetes de destinação e a aplicação financeira executada no projeto.




DONA JURA

CONHEÇA: DONA JURA


A líder comunitária que trabalha para transformar vidas em Heliópolis.

Juraci Maria da Silva, conheciuda como Dona Jura, é empresária e líder comunitária de Heliópolis há 38 anos. Já travou batalhas, se envolveu nas brigas comunitárias e ajudou a formar a comunidade. Sempre com essa vontade de trabalhar em equipe e fazer algo pelos outros, ela desenvolveu diversos trabalhos dentro de Heliópolis. "Você tem que fazer algo com alguém para alguém". Ela leva esse lema muito a sério.

Dona Jura cuida da uma cooperativa de alimentos em Heliópolis que agora está parada em função do distanciamento social, mas identificou outro ponto fraco que precisa de cuidados urgentes: Os idosos.

"Passei por muitas coisas que eu não gostaria, muitas coisas que me deixaram triste, mas superamos e não tenho nenhum motivo para não dizer que tenho uma vida digna aqui. A vida em comunidade, a necessidade faz a gente aprender a se juntar, a brigar, a calar, falar, escutar."

Com esta idéia em mente, Dona Jura cria em Heliópolis o Centro de Convivência de Idosos, onde pessoas da terceira idade e outros pertencentes ao grupo de risco podem ficar durante o dia e exercer atividades ocupacionais com segurança sanitária durante o peíodo de pandemia.

“O Centro de Convivência de Idosos em Heliópolis está só começando, mas em tempos de confinamento, precisamos mesmo tirar as coisas do papel. Vamos arregaçar as mangas e partir para a briga. Nossos idosos precisam de muita atenção e ter artistas fantásticos nos apoiando é um privilégio que não tenho como agradecer”




MÁSCARAS

Catálogo de máscaras customizadas pelas artistas

DIRCÉA MOUNTFORT #1

DIRCÉA MOUNTFORT #2

IOLANDA CIMINO #1

IOLANDA CIMINO #2

ISA GODOY #1

ISA GODOY #2

KAZUHE SHIZURU #1

KAZUHE SHIZURU #2

MALU MONTESINO #1

MALU MONTESINO #2

PATRICIA AMATO #1

PATRICIA AMATO #2

RENATA BONFIM #1

RENATA BONFIM #2

RITA CARUZZO #1

RITA CARUZZO #2

SANDRA LOZANO #1

SANDRA LOZANO #2

SOSO BOTTURE #1

SOSO BOTTURE #2

SYBELLE SCAPINI #1

SYBELLE SCAPINI #2

VERA SILVIA RANZINI #1

VERA SILVIA RANZINI #2












Artistas

DIRCÉA MOUNTFORT

A artista mineira Dircéa Mountfort radicou-se em São Paulo em 1974 onde graduou-se em Ciências Sociais pela PUC. Autodidata em óleo sobre tela, desenvolveu seus conhecimentos em artes plásticas no Passo das Artes e no Museu de Arte Contemporânea, entre outros, além de estagiar com artistas renomados como Aldemir Martins, Cezira Carpanezzi, Ida Zami, Almir Lando, Sylvia Fairbanks, Alberto Martins desenvolvendo várias técnicas. Na década de 90 passou a dedicar-se a aquarela vindo a apresentar esse trabalho publicamente em 1996. Até o momento a artista recebeu 120 prêmios no Brasil e exterior, foi homenageada com a Medalha São Paulo de Piratininga, Comenda Cruz de Reconhecimento Social e Cultural, Trofeu Honra ao Mérito entre outras e participou como artista convidada da Bienal do Egito e do México. Considerando que não há vida sem Natureza sua obra está voltada para a defesa de nossas florestas e do meio ambiente.


Redes Sociais

IOLANDA CIMINO

Iolanda Cimino é nascida em São Paulo onde vive e trabalha. Formada em Artes Visuais, sua arte é uma persistência poética da pintura que possui valor estético relacionado à memória.

Seu processo de criação é baseado em fotografias ou lembranças pessoais. Utiliza o processo de capturas de imagens, através da fotografia, criadas em ambiente externo ou em seu ateliê, que terminam com a pintura. Ao longo dos anos, seu trabalho alterna-se entre a realidade e hiper-realidade, um espaço para expor a coexistência dos objetos.


Redes Sociais

ISA GODOY

Fotógrafa e curadora com mais de 40 exposições pelo mundo (Jordânia, Emirados árabes, Líbano, EUA, Canadá, Alemanha, Chile, Rússia, Indonésia, França, Portugal e Brasil). Traz em seus trabalhos autorais a memória e o cotidiano das cidades.


Redes Sociais

KAZUHE SHIZURU

Natural de São Paulo, onde vive e trabalha. Artista plástica, bacharel em Biologia, fotografa e poetisa. Autodidata em fotografia analógica e digital. Trabalhou na área da saúde até 2011, e a partir de 2012 passou a se dedicar mais intensamente a pintura. Participou de varias exposições coletivas nacionais e internacionais, sendo as mais importantes, nas cidades de Arceburgo/MG, Campinas/SP, Embu das Artes/SP, Ilha Bela/SP, Limeira/SP, SãoPaulo/SP, Piracicaba/SP, Tatui/SP, Vinhedo/SP, Berlin/Alemanha, Braga/Portugal, Cascais/Portugal, Helsinki/Finlandia, New York/Estados Unidos, Paris/França e Quebec/Canadá, com fotografias e pinturas.

Na literatura obteve classificação e publicação em quinze antologias poéticas, até o momento. Classificada em 3º. lugar no Salão Internacional de Fotografia – Olhar, medalha de prata no XXIX Salão de Artes de Arceburgo / MG, menção honrosa na IV SINAP/AIAP, 3º. Lugar no Salão de Artes do CMSE e menções honrosas nos concursos Recite-se – Antologia Poetica, III premio Literário Escritor Marcelo O. Souza e Concurso Cultural Brasil Casual – Antologia Literária Poeme-se.


Redes Sociais

MALU MONTESINO

Nascida em Itapuí no interior paulista Malu Montesino revelou desde cedo alma de artista, mas, os caminhos da vida - casamento família, trabalho, - levou-a a outras paragens menos poéticas, talvez, porém igualmente urgentes. Desse modo seu verdadeiro encontro com a arte se deu já na cidade de São Paulo, onde reside desde os dezoito anos de idade, quando mais madura e sábia Malu encontra na câmera fotográfica uma potente arma de denúncia e encantamento. O centro da cidade a atraía tanto pela arquitetura como pelo traçado de suas ruas além, é claro, pela observação atenta do comportamento humano. Foi na descoberta de detalhes arquitetônicos da cidade, dos reflexos nos monumentais prédios envidraçados que dominam a cena urbana, captando imagens no apuro poético de seu olhar e expressando a complexidade da malha urbana paulistana, que seu comprometimento com o campo da fotografia foi se desenvolvendo.

Autodidata, humilde e ao mesmo tempo segura a artista consegue se equilibrar entre a força da imagem fotográfica e a expressividade das artes plásticas criando uma linguagem visual toda sua de grande rendimento comunicativo. A captura da imagem fotográfica se caracteriza mais pela intuição artística e o senso, quase jornalístico, de oportunidade do que pela filigrana tecnológica, mas não prescinde daquilo que Nicolas Bourriaud designa como pós produção por ela elaborada em computador por meio de aplicativos gráficos tipo Photoshop. É nesse momento que a somatória de suas vivências de campo e pessoais se revelam e dirigem um discurso plástico essencialmente poético e criativo.


Redes Sociais

PATRICIA AMATO

Meu trabalho tem como poética principal o Meio Ambiente. Moro na zona rural onde a cultura de queimar o solo é muito forte. Além de conversar com as pessoas para parar as queimadas, eu fotografo muitas plantas desmatadas, cortadas, caídas, queimadas e jardins floridos. Recolho também sementes e vagens de sementes de árvores. Trabalho cada foto em edição, escolho zoons que chamo de “pouco prováveis”. Imprimo minhas fotos, descontruo e faço colagens. Frequentemente agrego vagens de sementes e sementes nas colagens. Desenho o que enxergo destas colagens e quando acho forte, pinto em aquarela , acrílico ou óleo.

Hoje em dia, além das pinturas tenho também algumas colagens como obras de arte além de colagens com pintura em acrílico em tela. E tenho trabalhado com embalagens de coisas que uso (artigos de higiene, perfumes, caixas de remédios, utensílios quebrados) e com elas produzo colagens em 3D. Acredito que o artista precisa passar uma mensagem com sua e procuro fazer isso através de minhas obras. Desde já agradeço sua atenção em analisar o meu trabalho. A seguir, disponibilizo 10 fotos como amostra de Portfólio.


Redes Sociais

RENATA BONFIM

Fotógrafa com olhar especial para as manifestações populares, retrata gestos, nuances, olhares e fatos cotidianos. Um de seus maiores trabalhos na fotografia é o "BRASIL ITINERANTE " que leva muita "Brasilidade" às várias exposições que percorre pelo mundo em países como: Chile, Rússia, França e Portugal e está atrelado a ações de responsabilidade social com o INSTITUTO INTEGRAÇÃO, que ampara crianças e jovens de São Paulo conduzindo-os para o caminho das artes e do esporte.


Redes Sociais

RITA CARUZZO

Rita Caruzzo, nascida e residente em São Paulo, começou a pintar aos sete anos de idade ao ver que sua paixão eram as cores, acredita na comunicação, na unificação que a arte pode trazer com suas varias formas de expressão. Com formação em artes e cursos de especialização em historia da arte, assim como cursos de restauração e técnicas de pintura e fotografia. Sua arte está voltada à arte contemporânea onde desenvolve várias linguagens e materiais acreditando sempre que pode agregar, dialogar com muitas pessoas através do seu estilo de fazer arte.


Redes Sociais

SANDRA LOZANO

Sandra Lozano é de São Paulo; formada como Assistente Social pela Universidade Santo Antonio e Psicóloga Clínica pela Universidade São Marcos. Fotógrafa Profissional, formada pela Escola FOCUS de Fotografia; extensão em fotografia digital (Primelight Cursos de Fotografia); cursou Teatro- Instituto Mazaropi e Oficina de arte da Universidade São Marcos. Oficinas: Historia da Arte – SESC; Escultura com Israel Kislansky;Gravura - Galeria Marta Traba/Memorial da America Latina. Exposições: salões conceituados, ganhadora de prêmios e medalhas de ouro. Grupo de estudo no Atman Ateliê, com Titina Corso - intervenção digital sobre fotografia, desenho, pintura, estudo de cores. É artista plástica, poeta e atua em intervenções fotográficas.


Redes Sociais

SONIA BOTTURE

Sonia Botture - Soso Botture - nascida em São Paulo com formação em literatura e lingua portuguesa pela PUC-SP. Sempre amou fotografar. Deixou as salas de aula para fotografar a cidade de São Paulo e teve certeza que era isso que queria fazer. Começou a fazer cursos de pintura e fotografia, participando de exposições e salões de arte pelo Brasil.


Redes Sociais

SYBELLE SCAPINI

Assídua frequentadora de eventos artísticos, recebia incentivo de artistas e amigos para divulgar meus trabalhos. Em 2017 iniciei curso livre de Arte Contemporânea com o Mestre Paulo Lionetti para aprimoramento da Técnica de Colagem, Arte Abstrata, Grafitagem; sendo sua aluna assistente por 1 ano. Participei de alguns projetos artísticos como: Pira na Arte - PontoArt Galeria - GC 2 - em 01/2017; Yayoi Kusama - Tribute Mail Art Call Brazil em 05/2017; Estou participando desse projeto de cunho social e muito feliz em poder ajudar. Atualmente desenvolvo intervenção artística em manequim e objetos reciclados com técnica de colagem.


Redes Sociais

VERA SILVIA RANZINI

VERA SILVIA RANZINI

Nascida em Itapetininga/SP, onde iniciou seus estudos de Belas Artes com as freiras beneditinas germânicas, focados em arte acadêmica, posteriormente complementados por cursos efetuados morando em Paris/França e em Lima/Peru. Após alguns anos, retornando ao Brasil em 1990, a artista, só volta a dedicar-se plenamente às artes plásticas a partir de 2014 como fundadora e artista do Grupo M7ART,bem como, membro do Grupo Arte e Artistas “A Amazônia é Nossa! ”. Entre as diversas exposições em que Vera Silvia Ranzini tem-se destacado estão: sua mostra individual “Fases, Formas e Cores” no Mercure São Paulo Paulista Hotel em 2017, nos Salões de Artes Plásticas de Arceburgo/MG, nas Mostras de Arte da Granja Viana do Centro Brasileiro Britânico de São Paulo, nas exposições coletivas da Galeria da Casa da Advocacia Jabaquara-Saúde OAB São Paulo, em 2018 destaca-se ganhando a Medalha de Prata na Exposição “Clássicos & Modernos” do CCLA de Campinas/SP “e conquistando o título de “Obra Símbolo” da famosa campanha “Outubro Rosa+Novembro Azul Celebrando a Vida” instituída pela OAB de São Paulo. Em 2019 participa do Projeto Exposição na Linha da Cultura do Metrô de São Paulo na “33ª Exposição Itinerante A Amazônia é Nossa!”, entre outras.








Parceiros







"Arte na Cara" é uma realização:
E-mail:contato@mosaiky.com.br
Website: mosaiky.com.br
Telefone: (11) 4107 5011